Cryengine

Acredite ou não, esta foto aí em cima não é real. Trata-se de uma demonstração do poder da Cryengine, motor gráfico da empresa Crytek (a mesma responsável pelo Crysis). Ver algo dessa qualidade me faz pensar em como a tecnologia utilizada nos videogames evoluiu e, consequentemente, a me fazer a seguinte pergunta: aonde isso vai parar?

Fim de geração chegando, nova geração anunciada e diversas demonstrações do que teremos nos próximos meses e anos começam a aparecer. Após anos de serviço, o Xbox 360 e PS3 já chegaram ao seu limite – apesar de que alguns desenvolvedores ainda conseguem fazer mágica. A Crytek recentemente lançou este vídeo com demonstração em tempo real (em outras palavras, tudo que está no vídeo foi gravado enquanto rodava em um PC ou console da nova geração, sem pré-renderização, firulas no vídeo, etc) para fazer propaganda de sua tecnologia. Apenas assista (em HD):

Ainda estou sem palavras a respeito desta água evaporando no final. Mas assista tudo, seu preguiçoso.

Outro vídeo bem interessante que rolou por aí na web foi uma animação simulando a interação de água com objetos, recipientes e a força da gravidade:

Os dados técnicos que encerram o vídeo mostram que a parada não é nem um pouco fácil de fazer.

O que o futuro nos aguarda? Realismo extremo? Realidade aumentada? Imersão total? Só espero que todo esse realismo não mude ou interfira na identidade dos games futuros, que a narrativa, jogabilidade e diversão continuem andando lado a lado. Mas isso é assunto pra outro post.

Marcos CostaDiversosGamesTechCryengine,Crysis,Crytek
Acredite ou não, esta foto aí em cima não é real. Trata-se de uma demonstração do poder da Cryengine, motor gráfico da empresa Crytek (a mesma responsável pelo Crysis). Ver algo dessa qualidade me faz pensar em como a tecnologia utilizada nos videogames evoluiu e, consequentemente, a me fazer...