GTAV2

Após quase um mês sem postar coisa alguma, cá estou novamente. Infelizmente a preguiça quase sempre fala mais alto. Mas, com muito esforço, consegui vencê-la.

Boa parte dessa procrastinação se deve ao fato do lançamento de GTA V. Creio que todo mundo que um dia já pegou em um controle de videogame sabe do que se trata a série Grand Theft Auto. Não vou me estender sobre os números alcançados pela quinta edição da franquia. Afinal, em todos os sites, especializados ou não, comentaram o seu custo, o seu recorde de venda nos primeiros dias e até chegaram a compará-los com marcas históricas alcançadas por grandes filmes. Sem dúvida GTA V foi o jogo mais aguardado e mais comentado do ano. O melhor? Talvez não. Um dos? Com certeza.

GTAV3Imagem: Divulgação

Sim, o jogo é espetacular. A atenção aos mínimos detalhes é fora do comum. O assunto mais abordado das últimas semanas na internet é GTA V (seguido de Breaking Bad, acredito eu). Em meio a tanto vídeo de gameplay, alguns se destacam, como a beleza de Los Santos e alguns mitos… desmistificados.

Como a maioria dos gamers que estavam ansiosos pelo título, comprei-o na pré-venda, esperando inocentemente que isso adiantasse a entrega em minha residência. Doce ilusão. O pacote chegou uma semana depois, como de costume. Foi difícil evitar todo e qualquer conteúdo que estragasse a minha experiência, mas consegui (salvando-os para conferir depois, é claro). A minha alegria durou “pouco”. Sim, entre aspas porque, convenhamos, 30 horas de jogo é um tempo considerável. Mas 30 horas no GTA V não é nada. Então estava eu no controle de Trevor dando uma voltinha de helicóptero com um rifle de precisão e procurando um indivíduo qualquer exigido pela missão quando notei as texturas demorando um pouco para serem carregadas. Imaginei que a velocidade de movimento do veículo fosse a causa, mas lembrei que isso não havia acontecido antes com um avião. Mas desconsiderei e continuei a jogatina. Até que, do nada, o console trava. Esperei alguns segundos e nada do meu Xbox 360 dar sinal de vida. Fiz o que qualquer atendente da Oi Velox diria a um cliente com problemas em sua conexão: desligar e ligar o equipamento. Para minha surpresa, ao invés do logo do xbox aparecer em minha tela, dou de cara com o erro E68 e o famoso círculo vermelho. Repito o procedimento em vão. Ainda esperançoso procurei a causa do erro na internet e descubro que é algo relacionado com algum dispositivo externo defeituoso, geralmente HD’s. Ligo novamente sem o HD conectado, conforme recomendação da própria Microsoft, e ele volta a vida novamente. Menos mal. Mas ainda perdi o progresso de todos os jogos que possuo, assim como alguns títulos adquiridos na Live e minhas 30 horas de GTA V.

Error e68Imagem: MadJoker

Nem ligo tanto para os jogos, posso baixá-los novamente. E o progresso de outros títulos não me importa muito, já que os finalizei. O problema é o tempo gasto (ou investido?) no GTA V que foi pro saco junto com o HD. Sem falar que o jogo exige um dispositivo de armazenamento externo para instalação de alguns arquivos. Como não pretendo comprar outro HD – já que fiz a pré-compra do Xbox One – nem possuo um pen drive com velocidade de escrita/leitura consideráveis, fiquei impossibilitado de jogar GTA. Triste fim.

E os sistema de jogos salvos na nuvem do Xbox? Eu não usava. Não sei porque, mas eu não usava. Acho esse sistema espetacular, utilizo assiduamente no Steam, mas não usava no Xbox. Vai entender. Agora só me resta esperar a versão para PC e/ou para a próxima geração. Rumores indicam no final de Novembro. Bom, esperei uma semana para tê-lo em mãos. Acho que um mês não vai fazer mal… Espero.

Marcos CostaDiversosGamesXbox 360Erro E68,Grand Theft Auto,GTA,GTA V,Xbox,Xbox 360
Após quase um mês sem postar coisa alguma, cá estou novamente. Infelizmente a preguiça quase sempre fala mais alto. Mas, com muito esforço, consegui vencê-la. Boa parte dessa procrastinação se deve ao fato do lançamento de GTA V. Creio que todo mundo que um dia já pegou em um controle...