TItanfall1

Anunciado na E3 2013 durante a conferência da Microsoft, Titanfall parece dar um gostinho a mais ao já batido multiplayer à la Call of Duty.

Eu joguei bastante CoD. Todos, para falar a verdade. Vi o shooter ir do desgastado tema “segunda guerra mundial” à revolucionária guerra moderna. Vi seu multiplayer virar sucesso e referência. Infelizmente também o vi virar mais do mesmo a cada versão e, mesmo assim, continuar quebrando recordes de venda. Eu até entendo, já que ajudei a financiar esta falta de originalidade. Não sei quanto ao resto do público, mas eu comprava as versões posteriores esperando grandes novidades e mudanças. As mesmas que um dia mudaram a franquia da água para o vinho, vide Modern Warfare. Infelizmente a Activision é adepta do lema “em time que está ganhando não se mexe”. Pois bem, parece que a Respawn Entertainment também não estava satisfeita com isso e resolveu incrementar um pouco a fórmula de sucesso. Assim nasceu Titanfall.

Titanfall2Imagem: Divulgação

Mas o que há de tão diferente assim? Bom, não é uma mudança gigantesca. Mas é uma mudança significativa. Titanfall adiciona ao tiroteio robôs gigantes controlados por jogadores. Pronto. Poderia salientar também a jogabilidade mais versátil composta por jetpacks, pulos duplos e wall runs (andar nas paredes por breves momentos), mas robôs gigantes são robôs gigantes.

Esse “pequeno” incremento já chamou a minha atenção. O game terá foco nas partidas online, que possuirão uma história de fundo para cada mapa. A Respawn chama de “campanha multiplayer”. Este vídeo, o mesmo exibido na E3, mostra exatamente do que o jogo se trata. Uma das primeiras coisas que passou pela minha cabeça foram algumas lembranças de Metal Warriors, clássico do Super Nintendo. É como uma versão evoluída daquele divertidíssimo game de décadas atrás. Mais um ponto positivo.

Metal Warriors

Bons tempos

Um fato interessante: a Respawn Entertainment é composta por antigos membros da equipe desenvolvedora de Call of Duty: Modern Warfare 2. Por questões de “violação de contrato e insubordinação” os co-fundadores da Infinity Ward foram demitidos pela Activision. Resolveram então abrir um novo estúdio e desenvolver um game próprio que acabou ganhando apoio da Electronic Arts. Isso explica bastante as semelhanças com a franquia da Activision.

Inicialmente, Titanfall fora anunciado como exclusivo da Microsoft, com versões para Xbox One, Xbox 360 e PC. Especulou-se bastante que isso seria apenas por certo tempo, que futuramente o título também estaria presente nos consoles da Sony. Entretanto, alguns dias atrás esta esperança foi por água abaixo. A boa notícia para os Sonystas é que eles poderão recorrer à versão de PC.

Vencedor de mais de 60 prêmios da E3, incluindo “melhor do evento”, Titanfall será lançado em 11 de Março nas plataformas da Microsoft. Uma das razões que me fizeram escolher o Xbox One, e eu não vejo a hora de pôr as mãos nele.

Marcos CostaGamesPCXbox 360Xbox OneMetal Warriors,Microsoft,Respawn Entertainment,Titanfall,Xbox 360,Xbox One,Xone
Anunciado na E3 2013 durante a conferência da Microsoft, Titanfall parece dar um gostinho a mais ao já batido multiplayer à la Call of Duty. Eu joguei bastante CoD. Todos, para falar a verdade. Vi o shooter ir do desgastado tema 'segunda guerra mundial' à revolucionária guerra moderna. Vi seu...